Você sabe a diferença entre Vaginose Bacteriana e Candidíase?

by - 10:14




Candidíase é a infecção causada por um fungo, geralmente a Candida albicans, que pode ocorrer em várias regiões do corpo como boca (também conhecida por monilíase oral), esôfago, vagina, vulva e pele. Esse fungo de classe  " oportunista "  está presente na flora vaginal vivendo em homeostase com nosso organismo,  porém fatores de como stress ,principalmente ,desencadeiam seu aparecimento e geram inflamação na região vaginal.


Características Clinicas :

• Secreção vaginal branca, grumosa aderida à parede vaginal e ao colo do útero;
• Sem odor;
• Prurido vaginal intenso  ( coceira );
• Edema de vulva;
• Hiperemia de mucosa ( Fissuras na mucosa genital que lembram assadura );
• Dispareunia de introito.
• Disuria ( Dor ao urinar )

Teste de apoio Diagnóstico :

• pH vaginal < 4,5; testes das aminas negativo;
• Na microscopia a fresco: presença de hifas ou micélios birrefringentes e esporos de leveduras;
• Leucócitos frequentes.

Orientações :

Medidas higiênicas:
• uso de roupas íntimas de algodão (para melhorar a ventilação e diminuir umidade na
região vaginal);
• evitar calças apertadas;
• retirar roupa íntima para dormir; 

Nestes casos é importante a procura de um ginecologista onde é proporcionado a receita da medicação para alinhar os eixos novamente.
 
Como tratar ? 

Segundo a recomendação do Ministério da Saúde em atenção ao Protocolo de Saúde da mulher  , a primeira escolha é a via vaginal:

• Miconazol creme a 2% – um aplicador (5 g) à noite, ao deitar-se, por 7 dias; OU
• Clotrimazol creme a 1% – um aplicador (5 g) à noite, ao deitar-se, por 7 dias; ou óvulos 100 mg – um aplicação à noite, ao deitar-se, dose única; OU
• Tioconazol creme a 6% – um aplicador (5 g) à noite, por 7 dias; ou óvulos 300 mg – uma aplicação à noite, dose única; OU
• Nistatina 100.000 UI – um aplicador à noite, ao deitar-se, por 14 dias.

A via oral deve ser reservada para os casos
de candidíase resistente ao tratamento tópico:

• Fluconazol, 150 mg, VO, dose única; OU
• Itraconazol, 200 mg, VO, a cada 12 horas, por 1 dia. 

Gestantes :

• Miconazol creme a 2% – um aplicador (5 g) à noite, ao deitar-se, por 7 dias; OU
• Nistatina 100.000 UI – um aplicador à noite, ao deitar-se, por 14 dias; OU
• Clotrimazol também é uma opção para gestantes e nutrizes. 

Muito fácil de confundir por se tratar de um corrimento vaginal que as vezes some sem que haja o uso de medicação controlada. Quem não vai frenquentemente ao ginecologista ou em uma UBS para uma consulta de enfermagem, provavelmente também não lhe dá a devida atenção. 

A vaginose bacteriana é uma patologia, que acomete a região vaginal sendo seu agente etiológico, ou seja , o causador desta doença a bactéria Gardnerella Vaginalis.


Outros agentes causadores :

Mobiluncus sp • Bacteroides sp • Mycoplasma hominis • Peptococcus e outros anaeróbios. 

Características Clínicas :

  Secreção vaginal acinzentada, cremosa, com odor fétido, mais acentuado após o coito e durante o período menstrual.
• Sem sintomas inflamatórios.
• Odor fétido. 

Não é considerada uma doença sexualmente transmissível (Ist´s)  para alguns especialistas. No entanto, a transmissão ocorre também pelo contato íntimo ou relação sexual.

Teste de apoio Diagnóstico :

  pH vaginal superior a 4,5;
• Teste das aminas positivo;
• Liberação de odor fétido com KOH a 10%;
• Clue cells;
• Leucócitos escassos;
• Corrimento homogêneo

Como tratar ? 

 Via oral:
Metronidazol, 500 mg, VO, a cada 12 horas, por 7 dias; OU
• Via intravaginal:
Metronidazol gel vaginal, 100mg/g, 1 aplicador (5 g), 1x/dia, por 5 dias; OU
• Clindamicina creme 2%, 1 aplicador (5 g), 1x/ dia, por 7 dias. 

Não se preocupe!  Aí  está o " Pulo do gato " , candidíase não possui odor e possui sinais inflamatórios , é bem característica na verdade e  as duas de fácil tratamento. Não se esqueça de realizar a consulta com um médico ou enfermeiro para confirmação do diagnóstico antes do tratamento. 

Terapias complementares e alternativas 

Probióticos : Lactobacillus acidophilus ou bifidobacterium para ajudar a restaurar o equilíbrio normal das bactérias no intestino e nas mucosas. Ex: Kombucha, Ervilha , Azeitonas verdes , Vinho , Natto , Iorgute , Beterraba etc. 

Vitamina C, vitamina E e selênio : Ajudam a reduzir a inflamação e mantêm seu sistema imunológico forte. Ex: Laranja,  Limão,  Abacaxi , Melão,  Morango etc. 

Alho ( Allium sativum )  : Possui propriedades antifúngicas.

Erva equinácea ( Echinacea purpurea ) : Demonstrou ajudar a prevenir a recorrência de infecções vaginais por fungos.

Gel de romã ( Punica granatum ) mostrou ser tão eficaz quanto o gel de miconazol no tratamento de tordo oral associado à estomatite dentária (feridas na boca) em um estudo científico.

Antes da ingestão de qualquer um dos meios citados neste artigo, verifique as contraindicações. 

You May Also Like

4 comentários

  1. mt interessante saber mais sobre essas doenças, mt importante procurar um medico aos primeiros sintomas

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Isso é muito desagradável.
    Excelente informação.

    Só agora me foi possível regressar, agradecendo a atenção e esperando que tenham sido umas boas festas e desejando um excelente 2019.
    Abraço

    Olhar D'Ouro - bLoG
    Olhar D'Ouro - fAcEbOOk
    Olhar D'Ouro – yOutUbE * Visitem & subcrevam

    ResponderExcluir
  3. Olá,
    Gostei da postagem. Eu já tive Candidíase e é horrível e tão fácil de curar. Mas a gente fica morrendo de medo de algo pior hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Muito bom você trazer o assunto de saúde da mulher. Com certeza vai ajudar muitas mulheres.
    Bom fim de semana!

    Jovem Jornalista
    Fanpage
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir