Resenha | Livro de Ouro da Mitologia - Thomas Bulfinch



Resenha: O livro escrito pelo pesquisador  Thomas Bulfinch é uma coletânea de mitos, escrita em 1855, com o intuito de perpetuar a mitologia de maneira didática, fazendo alusão à várias obras de referência como as de Homero, Ilíada e Odisséia, a Milton em Paraíso Perdido, e outros grandes escritores. A escrita discorre por vários mitos não se prendendo somente a mitologia grego-romana e a nórdica. Podemos ver um alto nível de culturas e crenças navegando também pela cristã e hindu. Claro que essa edição poderia ter mais detalhes,mas pelo menos o livro cumpre com o que se propõe, mostrar como era a Era de Ouro, para quem não é familiarizado com o conceito, refere-se ao período do mundo grego das idades de Ferro, Bronze, Prata e Ouro, conhecido como início da humanidade, descrito como um estado ideal de sobrevivência, quando o gênero humano era puro e imortal, conhecida ainda como um período de paz, harmonia, estabilidade e prosperidade.

"Os versos seguintes da "Odisséia" mostram como Homero concebia o Olimpo:

Disse Minerva, a deusa de olhos pulcros,
E ao Olimpo subiu, à régia e eterna 
Sede dos deuses, onde a tempestade
Ruge jamais, e a chuva não atinge 
E nem a neve. Onde o dia brilha
Num céu limpo de nuvens e ameaças.
Felicidades sempiternas gozam
Ali os seus divinos habitantes. " 

As alusões também são descritas em poemas como de Byron e Shelley, assim fazendo com que além da imaginação sobre essa época, o leitor crie sentimentos e sensações sobre a magia e o universo de outros povos. Começa com uma rápida introdução ao mundo greco-romano e termina no capitulo XLII com Beowulf.

De certa forma os mitos são os arquétipos da cultura ocidental, onde em cada um é visto uma explicação sobre um fato corriqueiro. Como por exemplo sobre o significado da palavra Eco. Segundo a mitologia grega, Eco era uma ninfa que amava os bosques e falava exageradamente. Um dia Juno (Hera) saiu para procurar o marido Jupiter (Zeus) de quem desconfiava, viu ele com as ninfas e Eco distraiu Juno para que as amigas fugissem. Depois disso, como punição Juno condenou Eco a repetir sempre a última palavra, e assim, nunca falaria em primeiro lugar.


Eco e Narciso, J. Waterhouse, 1903, óleo sobre tela | WalterArt Gallery, Liverpool. 

Sinopse: "Altares ruíram e templos se perderam nas areias do tempo, mas as religiões da Grécia e da Roma Antigas nunca despareceram por completo. Seu legado de mitos e heróis continua presente até hoje, e é o pilar da cultura ocidental. As histórias passadas de geração a geração há milênios, que hoje são peças-chave das mais populares e consagradas obras de diversas formas de arte estão reunidas aqui, sob as bênçãos de Zeus.As mais cativantes narrativas que a mente humana já criou transportam o leitor para terras onde fatos incríveis acontecem - onde belas ninfas e corajosos heróis veem seus destinos nas mãos de caprichosos deuses e criaturas fantásticas ganham vida." 

Para quem ainda tem interesse nesse mundo sensacional mitológico, sugiro que assista o esse documentário - Deuses Gregos Mitologia Documentário Completo , a qualidade da imagem deixa um pouco à desejar mas o conteúdo é magnifico. 

Título: Livro de Ouro da Mitologia
Titulo Original: The age of fable
Autor:Thomas Bulfinch
Páginas: 360 páginas
Editora: AGIR
Tradução: David Jardim.
Ano: 2015.
Resenha | Livro de Ouro da Mitologia - Thomas Bulfinch Resenha | Livro de Ouro da Mitologia - Thomas Bulfinch Reviewed by Natali Lourenço on 05:53 Rating: 5

2 comentários:

  1. Eu adoro mitologia, amo história me encantam.

    Fiz um post com meus autores favoritos da vida no meu Blog.
    Dá uma olhadinha lá!
    Beijinhos ;*

    Blog Menina Caprichosa | Canal Youtube | Facebook | Insta

    ResponderExcluir
  2. eu ADORO mitologia e tbm tenho esse livro (numa edição mais antiga) muito legal ver essa recomendação por aqui

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.